Buscar

Ave (Marcos Andrade)

Lembro de pescar no Lagamar do Sal.

Caminhava muitas distâncias para pescar vida.

Me descia na água,

Aprumava a tarrafa,

Lançava sobre a imagem.

Pescava imensidões.

A água escorria pelos fios da rede.

Eu me aprontava como passarinho.

Quando vejo água liberta num canto, dá-me vontade de morar acolá.

Posts recentes

Ver tudo

Touch

No instante tardio, entre laços frágeis, tênues, corrompidos, buscamos, sobretudo, aquilo que nos transpassa, ainda que para isso restem apenas lamentos. E embora cansados e vencidos, suspiraremos ext

A vírgula (Aline Bischoff)

Tão pequena E tão importante. Precede grandes desfechos. Possibilita recomeços. Faz separação. Muda a significação. Uma pausa. Uma respiração. Uma delimitação. Um sinal de pontuação.

Quadrinha 3 (Susi Dalí)

No ruído das ruas, O silêncio contagia; Ressoa nesta gleba, Gritos de hipocrisia.

© Copyright