Catástrofe Linguística

Quebrando o lento sê-la em lê-la rápida

Se perde o tê-la toda sendo a única

Se faz da viva língua a morta máquina

Que não intui e esconde a própria tônica

Em vão metrá-la não lhe explica a máxima

Querer abri-la dá-lhe a morte súbita

Sem dor, amor, coragem, cor ou lástima

Apenas forma morta, pena cúbica


Pedro Guerra Demingos


Instagram: @pgdemingos

Posts recentes

Ver tudo

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Dentro de mim cadeado, Porta aberta, cárcere privado, Ventre ancestral do tempo, Dentro de mim, muralha, Que a palavra não apaga Chica da Silva, Marielle, Anita, Dandara, Pagu, Maria Quitéria, Maria B

Deixe seu comentário: