Buscar

Catástrofe Linguística

Quebrando o lento sê-la em lê-la rápida

Se perde o tê-la toda sendo a única

Se faz da viva língua a morta máquina

Que não intui e esconde a própria tônica

Em vão metrá-la não lhe explica a máxima

Querer abri-la dá-lhe a morte súbita

Sem dor, amor, coragem, cor ou lástima

Apenas forma morta, pena cúbica


Pedro Guerra Demingos


Instagram: @pgdemingos

Posts recentes

Ver tudo

Lavagens da beleza

A Beleza inventava lavagens de roupas só para conversar com as águas. As águas irrigavam sua imaginação. Mais ela também embebia o córrego de saudades... Passava horas contando a ele sobre como se faz

Oblação

Os dias se vão Triste e distante lua Neste mundo imensidão Oblação tua carne nua Caminhantes em redemoinho Cujo ao mesmo raio volta Desencontro Da mão que então se solta Piedade que falsa engana Com m

Ígneo

Seu olhar ígneo me enleia, Dele não consigo escapar, Em minh'alma chama ateia Inconcebível de explicar. Seu riso constante a me iluminar, Faz meu íntimo se desfazer, Como ondas na praia a arrebentar,