Buscar

Como estrelas na terra: toda criança é especial x dislexia


Imagem retirada no site https://livrandante.com.br/tag/como-estrelas-na-terra/

“Como estrelas na terra – toda criança é especial” é um filme indiano,

dirigido por Aamir Khan e lançado em 2007. O longa retrata a vida do jovem Ishaan

( Darsheel Safary ), que possui dislexia, característica que o impede, apesar de seus

esforços, de ter um bom desempenho escolar. Para evitar a reprovação do garoto

por mais um ano, seu pai resolve transferi-lo para um internato rigoroso, marcado

pela disciplina, ordem e trabalho. No decorrer dos seus dias na instituição, Ishaan

fica deprimido e até perde o interesse por sua paixão em desenhar. Isso ocorre

devido ao isolamento em relação ao ambiente familiar, as recorrentes punições

aplicadas pelos professores e pelo bullying dos colegas. O cenário muda quando

seu professor substituto de artes, Nikumbh (Aamir Khan), percebe que o insucesso

escolar do garoto se deve à dificuldade que possui em focalizar a atenção e a

alguns sintomas da dislexia, como a escrita reflexo.

Segundo Serra (2007), a atenção é um processo cognitivo responsável

por selecionar e estabelecer relações entre os diversos estímulos que nosso corpo

recebe. A fase inicial da atenção é o estado de alerta. Ambos são processos

interdependentes que impedem o processamento desnecessário de informações

sensoriais e, por isso, possibilitam a aprendizagem simbólica. A atenção depende

das condições materiais nas quais o indivíduo se encontra; do interesse que possui

em relação ao estímulo e da ação deste.

É notório que a atenção é um processo essencial em muitos âmbitos,

principalmente tratando-se do escolar. É exigido que o aluno esteja atento ao

professor e ignore os diversos estímulos não ligados a ele. Algumas cenas do filme

exemplificam essa exigência. Nelas, Ishaan encontra-se distraído observando por

meio da janela da sala de aula eventos que ocorrem fora dela, e por isso, ele é

advertido pelos professores de forma ríspida para que se concentre. Por meio de

alguns de seus comportamentos, pode-se inferir que ele possui o transtorno de déficit de atenção, que é um distúr bio neuropsiquiátrico comum na infância e

recorrente entre escolares. Ne sse sentido, pode-se destacar alguns sintomas que

enxergamos no protagonista e que são tidos como critérios usados para

diagnosticar uma pessoa com déficit de atenção. São eles: evita tarefas que

demandam esforço mental constante, parecem não escutar quando lhe dirigem a

palavra e não segue instruções. No entanto, é importante destacar que nenhum

desses comportamentos devem ser confundidos com má conduta. Infelizmente, não

é o que ocorre na película e em alguns casos na vida real. O jovem é

incompreendido pelos professores e pelos familiares e é discriminado como incapaz

e preguiçoso.

Os indivíduos com déficit de atenção estão mais propensos a apresentarem

perturbações na linguagem (SERRA; 2007). Ishaan tem uma dessas perturbações,

a chamada dislexia, a qual se caracteriza por uma dificuldade primária para leitura

devido a um funcionamento diferente do cérebro não lesionado. É um transtorno

que se manifesta em indivíduos com uma inteligência normal, sem problemas

neurológicos, emocionais, sociais, e ainda que não foram expostos a processos de

ensino inapropriados e de meios socioeconómicos-culturais desfavorecidos.

Pode-se identificar em Ishaan alguns sintomas que caracterizam a dislexia, entre

eles: a inversão de letras e palavras, a escrita reflexo, a dificuldade em soletrar, em

escrever, movimento errático dos olhos quando leem e a ausência de prazer na

leitura. Soma-se a isso, dificuldades em focar a atenção por não conseguirem

distinguir com facilidade os estímulos relevantes dos irrelevantes e fazer a seleção

corretamente. Dessa forma, dispersam-se com frequência, dificultando a

aprendizagem. A criança com dislexia revela-se insegura, possui baixo rendimento

escolar, e pouco interesse e motivação pros estudos. Assim, é possível enxergar

todos esses fatores influenciando no processo de aprendizagem do protagonista,

que apesar de apresentar dificuldades de aprendizagem, possui uma inteligência

normal, explicitada, por exemplo, na cena em que interpreta um poema lido por um colega em sala de aula.

Ademais, algumas crianças podem desenvolver atitudes agressivas ou

anti-sociais pela frustração do insucesso escolar e tornam-se marginalizadas. No

filme, essa tendência é mostrada no dia em que Ishaan precisa entregar o boletim

aos seus pais. O colégio pede a devolução do boletim assinado pelos responsáveis.

Ciente das consequências que suas notas baixas trarão, o garoto resolve faltar a

escola e passeia pela cidade. Vale destacar também, a cena em que é advertido por

uma professora para que leia alto e corretamente. Apesar do menino afirmar que

enxergava as letras dançando, sua colocação é interpretada como uma brincadeira

pela professora impaciente que continua a exigir a leitura. O garoto, se sentindo

acuado, zomba da professora e é posto para fora de sala.

Conforme os aspectos abordados, é possível perceber que o filme faz uma

crítica ao método de ensino tradicional, o qual defende que todos aprendem da

mesma forma. Assim, alunos como Ishaan, que fogem da norma, são excluídos e

estigmatizados. Esse processo se expressa por meio dos castigos aplicados pelos

professores, bullying dos colegas, pela incompreensão dos familiares e conhecidos.

Nesse sentido, um olhar atento como o de Nikumbh é fundamental no ambiente

escolar. É por causa dele que a trajetória de Ishaan ganha novos rumos. Uma das

cenas mais significativas do filme é a que o professor explica aos seus alunos o que é dislexia e cita diversas personalidades famosas portadoras dele. Entre eles,

temos: Albert Einstein, Agatha Christie, Pablo Picasso e Leonardo da Vinci. É nesse

momento que Ishaan se enche de esperança, pois ele entende que embora

encontre dificuldades no seu processo de aprendizagem, isso não deve e não será

determinante no seu futuro.



Érika Araújo



REFERÊNCIAS


COMO Estrelas na Terra. Direção de Aamir Khan. Roteiro: Amole Gupte. Mumbai:

Aamir Khan Productions, 2007. Son., color. Legendado. Disponível em:

https://www.netflix.com/br/title/70087087. Acesso em: 29 nov. 2019.


SERRA, Helena; ESTRELA, Maria Fernanda Carreira Pereira. Dislexia e

perturbações associadas: Memória e Atenção. Cadernos de Estudo , Porto, n. 5,

p.93-115, jun. 2007. Disponível em:

http://repositorio.esepf.pt/handle/20.500.11796/902. Acesso em: 29 nov. 2019.