Buscar

Construção dialógica de experiência no autoconhecimento

Todo enfrentamento carregado de medo nos ajuda a enxergar o que realmente nos transforma. O medo caminha junto do progresso e da des(ordem). O medo não consegue morar sozinho. O medo é cego, quase surdo e fala pouco. Não sabe protagonizar uma vida. Esse lugar é da coragem. Um medo sentido é o que entrega, expande, fortalece e especialmente que me revela para mim mesma e que me leva aos melhores lugares.


Priscila Guimarães

Posts recentes

Ver tudo

Café com verso

Se num instante contigo imagino Um encontro inusitado, eu confesso Que o universo como um abrigo amigo Nos recepciona em café com verso Ocasião remota surpresa Imensidão em ter um momento Para se cont

O melhor café do mundo

Nada parecia abalar a simplicidade daquela manhã. E da força ancestral do barro que emprestava ao velho fogão. O vento soprava sem pressa, a lenha crepitava cantando E as labaredas exibiam a inconfund

Cacoema

Precisa alcunha me deram Chamam-me boca do inferno Um inclemente juiz Sem capa, toga e terno. Se me encontrares no espelho Não te assalte o medo De ver-te como a mim veem Para a alegria de todos Sou u