Corrosão

Serpenteia, Asquerosa Gosmenta Grudenta.

A uma primeira vista, É bípede e sabe falar Educada e prestativa.

Mas não se iluda, Ela possui qualquer forma Mas a criatura adota Normalmente A forma adulta Masculina ou feminina.

Com o tempo, a forma vai mudando E sua gosma aparece Serpenteando estruturas Grudando em tudo Corroendo tudo Estruturas Pessoas Coisas Sentimento Corroendo tudo Até se tornar a criatura Mais asquerosa e gosmenta Para sempre e para toda a eternidade.

Uma criatura dessas não merece nada Amigos Família Boas memórias Uma criatura dessas não merece Nem mesmo um bom poema.


Ricardo Ó


Instagram: @ricardo_s_do_o

Posts recentes

Ver tudo

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Dentro de mim cadeado, Porta aberta, cárcere privado, Ventre ancestral do tempo, Dentro de mim, muralha, Que a palavra não apaga Chica da Silva, Marielle, Anita, Dandara, Pagu, Maria Quitéria, Maria B

Deixe seu comentário: