Buscar

Corrosão

Serpenteia, Asquerosa Gosmenta Grudenta.

A uma primeira vista, É bípede e sabe falar Educada e prestativa.

Mas não se iluda, Ela possui qualquer forma Mas a criatura adota Normalmente A forma adulta Masculina ou feminina.

Com o tempo, a forma vai mudando E sua gosma aparece Serpenteando estruturas Grudando em tudo Corroendo tudo Estruturas Pessoas Coisas Sentimento Corroendo tudo Até se tornar a criatura Mais asquerosa e gosmenta Para sempre e para toda a eternidade.

Uma criatura dessas não merece nada Amigos Família Boas memórias Uma criatura dessas não merece Nem mesmo um bom poema.


Ricardo Ó


Instagram: @ricardo_s_do_o

Posts recentes

Ver tudo

Toque - sobre o quinto sentido humano

Estendo a minha mão para alcançar a sua meus dedos procuram dos seus o enlaço deslizo pela palma até fincar com delicadeza o toque sutil que contorna a parte que me cedera ao carinho inesperado Sara C

Crença

Haverá um tempo em que o preto Será apenas uma cor. Não hoje, não agora Quando folhas negras murcham o coração E flores negras retesam-se ao toque Sem florir. Haverá um tempo em que o preto Não será l

Carta ao livro de bolso

Adolescido tomo lanterna dos afogados paraninfo da literatura rancho da tropa, democrática classe econômica talismã, lítero muiraquitã iniciático sustentáculo dos sebos, colecionário de ceitils, centa