Buscar

Crença

Haverá um tempo em que o preto

Será apenas uma cor.

Não hoje, não agora

Quando folhas negras murcham o coração

E flores negras retesam-se ao toque

Sem florir.

Haverá um tempo em que o preto

Não será luto

De raízes arrancadas,

De futuro devassado,

De galhos que já não se arvoram

Num abraço.

Haverá um tempo em que o preto

Será luta,

No esforço de restaurar.

E o pranto, canto

E a saudade, remanso

Na possibilidade palpável

Do tempo de Deus.


Sandra Godinho


Instagram: @smgg396

Posts recentes

Ver tudo

Entre nós e maresia

Éramos 12. Perambulantes. Numa mistura que nos dava coesão. Andávamos como só naquela época podíamos, despreocupados e com todo o tempo a nosso dispor. Adolescentes, jovens, amigos. Éramos um. Grupo s

Desencontro Virtual

Já não quero receber teu abraço Meu corpo ressente Este corpo que recentemente é só meu Não há toque virtual As vezes evito teu olhar Ele me assusta e me desafia Acho que me desestabiliza E fecho a câ

Morre o sol e nasce a lua

O Sol sabe se retirar, Após brilhar um dia inteiro. Sabe a hora exata de recolher o brilho, E nunca é passageiro. Ele volta no dia seguinte, Ainda que as nuvens venham fortes, Ele nunca sucumbe, Ainda

© Copyright