Buscar
  • Aline Pedrosa

Entrelinhas

Esses sentimentos que ficam apenas nas redes sociais, não me interessam. Conheço gente super feliz, ao mesmo tempo que amargura sua própria existência. Difícil é saber ler as entrelinhas, na verdade, difícil é saber ler, ultimamente.

É muita gente que escreve lindo, e sente pouco, ou escreve pouco e sente muito.

É muita gente que diz amar gente, que escreve de forma poeticamente doce, mas não é capaz de olhar o outro nos olhos.

O problema talvez seja esse, muita gente! Quando a vida anda bagunçada de gente, o trabalho para entender é ainda maior, gente se mexe demais. Você diz: fique aí! Não Fica! Você diz: vem aqui! Não vem. É sempre um imperativo que não impera!

Posts recentes

Ver tudo

Entre nós e maresia

Éramos 12. Perambulantes. Numa mistura que nos dava coesão. Andávamos como só naquela época podíamos, despreocupados e com todo o tempo a nosso dispor. Adolescentes, jovens, amigos. Éramos um. Grupo s

Desencontro Virtual

Já não quero receber teu abraço Meu corpo ressente Este corpo que recentemente é só meu Não há toque virtual As vezes evito teu olhar Ele me assusta e me desafia Acho que me desestabiliza E fecho a câ

Morre o sol e nasce a lua

O Sol sabe se retirar, Após brilhar um dia inteiro. Sabe a hora exata de recolher o brilho, E nunca é passageiro. Ele volta no dia seguinte, Ainda que as nuvens venham fortes, Ele nunca sucumbe, Ainda

© Copyright