Gozo cósmica (Cintia Santos)

Me entorpeço atônita no perfume envelhecido da poeira cósmica das galáxias

Viajo por entre as esferas planetárias na busca pela transcendência do cognoscível

Não me contento com o cotidiano de uma vida passional.

Me parece tão banal não refutar o que é considerado verdade pela lógica racional.

Posts recentes

Ver tudo

Naquele momento, ao se olhar no espelho, Felícia era a antítese de seu próprio nome. Chorava desesperada no vestido branco de seu casamento iminente. Sentia falta das bonecas com as quais brincava. Su

Chegam caminhando, Devagarzinho... Veem se aproximando, De fininho... Se aconchegando De mansinho... Quando vejo já estou rimando E com todo carinho, Novos poemas abraçando!

Vida e morte costumavam ter uma relação amorosa. Elas se amavam tanto que adotaram um animal de estimação. No entanto, um dia elas tiveram uma briga, e desde então, disputam-se a custódia desse animal

Deixe seu comentário: