Buscar

Infância

O tilintar das chinelas tocando o chão

A poeira que voa com o vento embotando a vista

O cheiro de bolo advindo da cozinha

Aquele pé de Abacate na varanda, palco de inúmeras peripécias na infância

A boa saudade

A correria nos corredores

O jogo de bola na garagem

O banheiro esquisito que só tinha um buraco sem fundo

A curiosidade aguçada de moleques em desbravar aquele mundo

A boa saudade

Os adultos que se dividiam entre a briga e a inveja da molecada

O tempo que parecia não passar entre as brincadeiras

A ausência de doenças violentas para trancar todos em suas casas

Os risos dos que começam misturados com aqueles que estão no meio do caminho

A boa saudade

Os aprendizados que ficam

O tempo que passa

As crianças que crescem e têm outras crianças

Os ciclos que se renovam

As novas histórias que se escrevem na roda da vida


Miguel Barros

Instagram: @bmiguelpereira

Posts recentes

Ver tudo

Café com verso

Se num instante contigo imagino Um encontro inusitado, eu confesso Que o universo como um abrigo amigo Nos recepciona em café com verso Ocasião remota surpresa Imensidão em ter um momento Para se cont

O melhor café do mundo

Nada parecia abalar a simplicidade daquela manhã. E da força ancestral do barro que emprestava ao velho fogão. O vento soprava sem pressa, a lenha crepitava cantando E as labaredas exibiam a inconfund

Cacoema

Precisa alcunha me deram Chamam-me boca do inferno Um inclemente juiz Sem capa, toga e terno. Se me encontrares no espelho Não te assalte o medo De ver-te como a mim veem Para a alegria de todos Sou u