Buscar

Lacunas

A qualquer momento,

em todas as nossas andanças,

a vida pede espaço.

Espaço. Pausa. Distância.

Quem garante preencher as lacunas?

Quem medirá o metro quadrado?

Qual a proporção do vazio?

Pois bem, nem assim,

as respostas são convincentes,

a gente precisa mesmo é OCUPAR.

O que resta, a gente joga.

O que falta, a gente anota.

Na dúvida, a gente muda,

apaga aqui e reescreve lá.

E um dia, a gente vai mudando as posições

e colocando tudo no lugar.

Calma. Respira. Observa.

Tudo muda, na verdade,

tudo tem um ajuste próprio,

o espaço, a matéria,

e nem adianta negar.


Bianca Morais

Posts recentes

Ver tudo

O bêbado no cais

Em cada despertar um olhar estático em direção ao horizonte Morre o velho nasce o novo e dispôs-se a recordar Infante, clemente, nem tanto incandescente a vela acesa no altar Foge de mim esperança ao

Rota para a luz

Rota para a luz, A tua ténue paixão, Rosto que me seduz, Quando me dás a tua mão. O meu acreditar conduz, Todo os meus desejos e coração. Nem o passar do tempo reduz, Esse sentimento de emoção. O amor

Lua de marfim

Te contemplo no céu, Te admiro por sob o mar, Deixo guiar-me pelo seu véu, Misterioso clarão do Luar! Oh! Lua de marfim! Tem pena! Tem pena de mim! És minha saga, Beijo o chão, Por onde vaga O teu cla