Buscar

Longe de mim

Esses dias me senti longe de mim, e percebi...

Eu sinto o que eu sou quando eu sinto amor. Quando eu olho pra o céu. Quando dou risada sozinha na rua. Quando sento no colo da minha avó. Quando tomo banho gelado. Quando leio as cartas de pessoas que me amam verdadeiramente. Quando escuto álbuns baianos e danço sozinha. Quando conto mais da minha vida do que devia e me arrependo logo em seguida. Quando choro quieta no quarto. Quando escuto uma história de amor. Quando dou abraço com os olhos fechados e respirando fundo. Quando faço cafuné nas minhas amigas com as pontinhas dos dedos. Quando aperto a bunda da minha tia para irritá-la. Quando não entendo a piada e quando conto as minhas péssimas, mas que eu amo. Quando vejo meu melhor amigo. Quando me apaixono por um bebê que vi no outro lado da rua. Quando me entrego. Quando me perco na imensidão do que é ser sem ter pretensão de saber o caminho de volta. E sinto que fui. Embarquei tem algum tempo. Deixei de ser casca e virei sentimento. E sinceramente não pretendo voltar.

Se quiser me acompanhar...

Calyanne Tenório

Posts recentes

Ver tudo

Liberdade

Lutando contra as forças Internas e externas, Buscando a felicidade Em todo canto e em cada fresta. Relevante sensação; De fato, relativa. Angústia presente Diversas vezes Escondida. Yuri Nunes Instag

Personificação

Teresa revoluciona ao sentir os gestos que suspendem dizeres e abraçar é uma ação no microcosmo dessa suspensão. Depois iremos forçar os limites da linguagem, escrever para confirmar existências e por

Globalização do amor

Amar na ausência, como se presente fosse, Como se tão perto estivesse, Globalização do amor. Corações planejam a presença, Dia a dia, raras, mas de tanto valor. Encontros que de tão intensos, Marcam,

© Copyright