Buscar

Melodia uterina (Cintia Santos)

Os sons melodicamente perpassam por lugares da alma aos quais me encontro vazia, mas não no sentido literal de um estado de solidão, tão pouco de tristeza. A estética harmônica me leva ao encontro da pureza, como se estivesse imersa em águas cristalinas, envolta de um amor incondicional, afagada por um calor acolhedor de temperatura agradável, como se estivesse no ventre uterino.

Posts recentes

Ver tudo

Mários (Aline Bischoff)

Em homenagem a Mário de Andrade e Mario Quintana Eram dois Mários, Mas pareciam ser vários. Ambos, extraordinários! Dois grandes visionários De inconfundíveis imaginários. Da poesia, virtuosos funcion

Alucinação (Alessandra Barcelar)

- Esquizofrenia - disse o psiquiatra - Na verdade o caso mais célebre dessa clínica. - Se refere à essa criança? Parece-me tão inocente. - Creia-me, não é! Assassinou a avó brutalmente com um machado.

Sinto muito (Yuri Nunes)

Sem alguma maldade, Intenção de machucar... Nada além da verdade. Tudo vai passar?! Onerosa solução. Misto de fica... e vai Um pesado coração. Intensa dor em si. Tempo para curar; Olhar pra frente e s