Buscar

Pássaro

Ela tinha tudo, Tudo que desejava, Tudo que queria, Sol, sombra, água, Comida três vezes por dia, Mas o que ninguém sabia, Era que isto não bastava, Não satisfazia, Precisava de sonho, De fantasia. No seu apartamento, Uma gaiola dourada, Suspirava a cada momento, Transbordando de vontades, De quereres e de saudades, Andava de um lado pro outro, Presa no próprio corpo, Seu pensamento voava, Sua alma fugia, Sim, tinha um dono, Que fechava a gaiola, Mas não abria, Vivia no abandono, Asas cortadas, Nem cantava, Porque nem podia, Pela janela olhava, Pássaros soltos, Gente com alegria, Procurou bem longe O seu amor, Onde estaria?


Marçal de Oliveira Huoya



Posts recentes

Ver tudo

Devolvo à natureza um sorriso tímido

Devolvo à natureza um sorriso tímido A cada manhã que acordo, mesmo que barulhenta << Às vezes, preferivelmente barulhenta>> Por sentir-me parte de algo maior, Por respirar tão fundo, calmamente enche

Maracaninha Encantada

Na beira da praia apresento minhas penas. Elas são verdes, Da cor dos olhos do mar. Me encantei no sereno das ondas. Nasci Maracaninha... Do sonho de menina e de ostras pequenas. Sou pássaro e ostra.

Meninas Voadoiras

Chão-limite Pra elas pousarem Depois de voarem Por cima das casas e medos Avançando por Nuvens imaginárias De algodão e lágrimas Derramadas sobre a terra Emergindo o aroma Doce-fruta de mata. Meninas