Buscar

Vivê de Amô

Eu vô é fugi

morá nas bêra do rio

vivê de sombra água fresca

no abraço da naturêza


vô fugi

pras banda dum arraial

vivê no miudim

cantá prá lua subi


vô fugi

sem pressa

devagarim

vivê de amô

de aconchego, calô


e vô ficá

te esperando chegá

junto das onda do mar

me levá pra navegá

e num cantim do seu coração

me acomodá

Posts recentes

Ver tudo

Liberdade

Lutando contra as forças Internas e externas, Buscando a felicidade Em todo canto e em cada fresta. Relevante sensação; De fato, relativa. Angústia presente Diversas vezes Escondida. Yuri Nunes Instag

Personificação

Teresa revoluciona ao sentir os gestos que suspendem dizeres e abraçar é uma ação no microcosmo dessa suspensão. Depois iremos forçar os limites da linguagem, escrever para confirmar existências e por

Globalização do amor

Amar na ausência, como se presente fosse, Como se tão perto estivesse, Globalização do amor. Corações planejam a presença, Dia a dia, raras, mas de tanto valor. Encontros que de tão intensos, Marcam,

© Copyright