As 3 faces da Sombra

Mulheres são seres mágicos que habitam qualquer clareira rasgada entre árvores que tenha ao fundo um riacho. Um filete de água que traz todo tipo de vida e de monstro: jacaré, cobras e lagartos. E insetos. E bruxas. E mariposas que flutuam no espaço, livres, com olhos de sonho e de curiosidade. É só com o que nascem. E antenas de sexto sentido que concentram o olfato apurado, capaz de detectar todo tipo de odor a quilômetros de distância. Nascem sem boca e sem voz. É da natureza delas. Não esqueça de que é um fardo por tolerar o tanto que lhes é imposto. E se esparramam em choro e sufoco em cantos escusos, reclusos, como um pulmão a expelir o que as aflige, mas somente no último minuto, soltam de tudo um muito: sofrimento, emoção e desejo represados.


Sandra Godinho


(As 3 faces da Sombra, 2020, Editora Fora da Caixa).

Posts recentes

Ver tudo

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Dentro de mim cadeado, Porta aberta, cárcere privado, Ventre ancestral do tempo, Dentro de mim, muralha, Que a palavra não apaga Chica da Silva, Marielle, Anita, Dandara, Pagu, Maria Quitéria, Maria B

Deixe seu comentário: