Buscar

Encantadora de versos

Sua beleza e formosura encantam os versos,

Que discorrem do coração de poetas apaixonados.

De seus olhos saem poesias,

De suas mãos alegria e fantasia,

De seus lábios as mais belas canções,

Do seu jeito de amar as rimas perfeitas.

Palavras que se encaixam,

Tal e qual os sentimentos junto aos meus.

Ela encanta as trovas e os sonetos,

Dá vida às frases e profundidade aos relacionamentos,

Enaltece as pequenas coisas,

Atenta o poeta aos detalhes,

A luz de seus olhos ilumina os sentidos,

Não deixa vacilar as mãos das quais discorrem versos.

Seduz a alma para que escreva.

Não deixa quieta a alma sertaneja,

Criam-se as notas e as frases mais belas;

Nem tampouco deixa sem inspiração,

O povo simples de nosso sertão,

E lá no alto junto a nossa grande floresta,

Inspira os potiguares e alegram as almas em festa,

Entre os nordestinos enlouquece o seu juízo.

Nas gafieiras cantam versos que exaltam sua beleza,

Entre danças, giros e sapateados,

As rimas desfilam o amor à inspiradora de infinitos versos.


Sérgio Ricardo de Carvalho/Félix Hilton

Posts recentes

Ver tudo

O bêbado no cais

Em cada despertar um olhar estático em direção ao horizonte Morre o velho nasce o novo e dispôs-se a recordar Infante, clemente, nem tanto incandescente a vela acesa no altar Foge de mim esperança ao

Rota para a luz

Rota para a luz, A tua ténue paixão, Rosto que me seduz, Quando me dás a tua mão. O meu acreditar conduz, Todo os meus desejos e coração. Nem o passar do tempo reduz, Esse sentimento de emoção. O amor

Lua de marfim

Te contemplo no céu, Te admiro por sob o mar, Deixo guiar-me pelo seu véu, Misterioso clarão do Luar! Oh! Lua de marfim! Tem pena! Tem pena de mim! És minha saga, Beijo o chão, Por onde vaga O teu cla