top of page

Múltiplas (Valéria Pisauro)

Dentro de mim cadeado,

Porta aberta, cárcere privado,

Ventre ancestral do tempo,

Dentro de mim, muralha,

Que a palavra não apaga

Chica da Silva, Marielle, Anita,

Dandara, Pagu, Maria Quitéria,

Maria Bonita.


Dentro de mim cicatriz,

Pele de todas as cores,

Vozes em vários tons,

Chiquinha Gonzaga, Nara, Elis.

Dentro de mim despidas,

Cora Coralina, Carmens, Fridas,

Olhar sem filtro, singular sem fim,

Mulheres que sabem dizer não e sim.


Dentro de mim liberdade,

Cativa de múltiplas Marias,

Sagradas e profanas,

Terezas, Madalenas, Penhas,

Mártires, rainhas, vassalas,

Joana D'arc, irmã Dulce, Malala

Múltiplas que choram e riem

Ramos cortados que insistem em florir.


Dentro de mim cicatriz,

Pele de todas as cores,

Vozes em vários tons,

Chiquinha Gonzaga, Nara, Elis.

Dentro de mim despidas,

Cora Coralina, Carmens, Fridas,

Olhar sem filtro, singular sem fim,

Ramos cortados que insistem em florir.


Posts recentes

Ver tudo

Cavaleiro Negro (Aline Bischoff)

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Brinquedos (Alessandra Barcelar)

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Estrada da desilusão (Sérgio de Carvalho)

Quando olho prô cerrado, Com seus galhos retorcidos, Vejo nele os rebolados, De tantos dos meus conhecidos. O vento nunca se comparece, E o sol nunca se deita, E também meus olhos não desprendem, Daq

Comments


Deixe seu comentário:
bottom of page