Buscar

Maré-Mundo

Espraia corpo aquarelado Vento leva areia e traz olhares que amanhecem. Pés solares caminham para o escovar dos dentes, na boca sente a espuma branca das ondas O mar está por dentro.



Por Vandia Leal



Este poema faz parte do livro In-quietudes (por Vandia Leal), Padê Editorial - Escrevivências N.13

http://pade.lgbt/loja/vandia-leal-in-quietudes/

Posts recentes

Ver tudo

Liberdade

Lutando contra as forças Internas e externas, Buscando a felicidade Em todo canto e em cada fresta. Relevante sensação; De fato, relativa. Angústia presente Diversas vezes Escondida. Yuri Nunes Instag

Personificação

Teresa revoluciona ao sentir os gestos que suspendem dizeres e abraçar é uma ação no microcosmo dessa suspensão. Depois iremos forçar os limites da linguagem, escrever para confirmar existências e por

Globalização do amor

Amar na ausência, como se presente fosse, Como se tão perto estivesse, Globalização do amor. Corações planejam a presença, Dia a dia, raras, mas de tanto valor. Encontros que de tão intensos, Marcam,

© Copyright