top of page

Os grandes olhos verdes



Ele se mexeu, suas mãos tremiam e o suor escorria de seu rosto. Olhava para todos os lados, foi então que a viu, a mulher de grande olhos verdes. Correu até ela, mas tropeçou em uma pedra e se foi ao chão. Os Grandes Olhos verdes pararam e se aproximaram dele. Se abaixou e lhe estendeu a mão, o homem olhou para cima e uma carranca se formou em seu rosto. Mas pegou a mão oferecida, com a ajuda da mulher e se levantou. Os grandes olhos verdes brilharam, passou a mão pelos cabelos e sorriu mostrando todos os dentes. O homem mexeu as mãos, apertava os punhos com tanta força que sangravam.


- Então você veio - Ele disse, os olhos verdes suspiraram e colocaram as mãos na cintura.

- Claro que vim, afinal você tem algo que eu quero - O homem pegou na bolsa o símbolo de Hades, era uma linha que em cima tinha uma lua invertida com uma bola.

- À liberte e você terá o que quer


Os olhos verdes fingiu bocejar, logo depois fez um gesto com a mão. De trás de uma coluna saiu uma criança, tinha olhos terrosos e cabelos de areia. Quando viu o homem correu até ele, que a pegou nos braços a girando pelo lugar. Mas então voltou a olhar para a de Olhos Verdes, ela estendeu a mão e o homem lhe entregou o símbolo. No momento que tocou sua mão, tudo escureceu e as colunas e o chão sumiram. Agora tudo era escuridão, a criança apertou os braços do homem que a pegou no colo. Os olhos verdes sorriram, estendeu a mão e passou às grandes unhas pelo rosto da menina. Que se escondeu no ombro do homem, a mulher riu uma risada que fez o homem dar um passo para trás.


Mas então veio uma luz, a de olhos verdes fez uma carranca. A luz se aproximava cada vez mais, até que cobriu a mulher inteira. Se ouviram gritos, mas depois se fez silêncio. A luz então se expandiu e cobriu o homem e a criança. Lágrimas caíam de ambos os rostos, mas então eles sentiram um vento e olharam em volta. Tinham voltado ao lugar de origem, na frente do tribunal de família. O homem olhou para a criança e começou a procurar machucados, mas não encontrou nenhum e suspirou. Voltou a olhar em volta, mas tudo estava vazio. Então começou a descer a longa escadaria, em seus braços a criança começou a gritar. Ele sentiu calor e percebeu que ela queimava, a largou no chão. Em seus olhos refletiu o fogo que tinha se formado. Então ele caiu de joelhos e gritou, porque tudo foi uma ilusão.


Estefania Pereira

Posts recentes

Ver tudo

Dona Neuza

Comments


Deixe seu comentário:
bottom of page