Possibilidades

E se nós pudéssemos viver dos nossos sonhos

E se os comerciais de TV fossem reais

E se a faixa de Gaza fosse apenas uma fase de um jogo

Não um genocídio interminável?


E se as crianças pudessem ser só crianças

E se os pais tivessem tempo para interagir com seus filhos

E se os idosos fossem respeitados pelos aprendizados que tiveram

E não somente pelas leis que ajudaram a construir?


E se os estranhos fossem apenas amigos que ainda não conhecemos

E se as inseguranças do desconhecido fossem as portas para novas culturas

E se viajar pelo mundo fosse algo comum

E não só privilégio de uns?


E se o avião não tivesse derrubado aquelas torres

E se não viesse o 1x7

E se a cor não fosse símbolo de preconceitos

E sim, sinal de singularidades?

E se não tivessem heróis

E se o homem não tivesse pisado na lua

E se Hitler fosse apenas um nome de um enlatado

E se a II Guerra fosse apenas um jogo de videogame?


Seríamos melhores?

Seríamos piores?

Seríamos os mesmos?

Ou cometeríamos os mesmos erros?


Miguel Barros

Posts recentes

Ver tudo

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Dentro de mim cadeado, Porta aberta, cárcere privado, Ventre ancestral do tempo, Dentro de mim, muralha, Que a palavra não apaga Chica da Silva, Marielle, Anita, Dandara, Pagu, Maria Quitéria, Maria B

Deixe seu comentário: