top of page

Sobre a morte...sobre o luto

Muitas vezes você pensa que as pessoas ao seu lado vão seguir viagem com você até o fim de sua vida, deseja que assim seja. No meio do caminho alguém pega uma outra direção, muda a rota e parte sem voltar. A única coisa que fica são as lembranças e memórias de alguém que amou e foi amada, ou ainda uma forte percepção da presença da pessoa que faleceu, como quando uma pessoa perde algum de seus membros, fica a sensação de sentir a parte do corpo perdida.

A vida da pessoa que sofre o luto tem o curso da sua história modificado, a vista da paisagem que antes ali havia, não está mais. Abre-se a janela e a vista é outra. É uma sensação aterrorizante de mudança repentina, num dia você está com sua rotina, passando pela mesma paisagem, no outro dia, você acorda e tudo o que você conhecia se transformou, foi arrancado da sua presença. Até você se readaptar a dor é seu consolo, o choro é seu acalento.


Cintia Santos

Posts recentes

Ver tudo

Cavaleiro Negro (Aline Bischoff)

Onde vais pelas trevas impuras, cavaleiro das armas escuras (...) Cavaleiro, que és? – que mistério Que te força da morte no império Pela noite assombrada a vagar? Álvares de Azevedo Por que é que voc

Brinquedos (Alessandra Barcelar)

Lucas e Adalberto escreveram sua carta ao Papai Noel juntos. Empolgados, eles conversaram sobre o que fariam quando recebessem seus brinquedos. Lucas pediu uma bola e Adalberto um carrinho de madeira.

Múltiplas (Valéria Pisauro)

Dentro de mim cadeado, Porta aberta, cárcere privado, Ventre ancestral do tempo, Dentro de mim, muralha, Que a palavra não apaga Chica da Silva, Marielle, Anita, Dandara, Pagu, Maria Quitéria, Maria B

Deixe seu comentário:
bottom of page