Buscar

Sonho negro

Vale a pena relembrar isso? Vale a pena sofrer por isso? A inviabilidade do nosso casamento começou no jardim. Ele, olhando o piso entremeado de pedras e eu querendo alcançar as estrelas. Ele, com aquele charme especial de quem vivencia o amor pela primeira vez. Por trás do sorriso, o flerte. Por trás do flerte, uma intenção escancarada de amar incondicionalmente. E desejar incondicionalmente. Eu, uma mulher romântica em necessidade de sobrevivência. Eu, sem conseguir desviar os olhos da sua boca. Uma boca de possibilidades. Uma boca de resgate. Eu, com os pensamentos no vapor exalado da sua respiração, no suor dos seus braços, na perna quente que encostava na minha em total cumplicidade. Foi exatamente ali, naquele momento, que me perdi.


Sandra Godinho

Posts recentes

Ver tudo

O bêbado no cais

Em cada despertar um olhar estático em direção ao horizonte Morre o velho nasce o novo e dispôs-se a recordar Infante, clemente, nem tanto incandescente a vela acesa no altar Foge de mim esperança ao

Rota para a luz

Rota para a luz, A tua ténue paixão, Rosto que me seduz, Quando me dás a tua mão. O meu acreditar conduz, Todo os meus desejos e coração. Nem o passar do tempo reduz, Esse sentimento de emoção. O amor

Lua de marfim

Te contemplo no céu, Te admiro por sob o mar, Deixo guiar-me pelo seu véu, Misterioso clarão do Luar! Oh! Lua de marfim! Tem pena! Tem pena de mim! És minha saga, Beijo o chão, Por onde vaga O teu cla