Buscar

Fraco




Fraco não é aquele que foge, muito menos quem chora…

Esses, sim, são fortes, têm a capacidade de mostrar aos que os rodeiam que são humanos, têm sentimentos, guiam-se pelas memórias que se tornaram experiências, enquanto os que se auto-intitulam de fortes se devotam ao esquecimento, não olhando os meios para atingir os fins, nunca aprendendo com os erros e ignorando todos os ensinamentos que esses mesmos erros lhes dão, e quando erram refugiam-se na covardia, nunca admitindo os seus erros nem as consequências dos mesmos, muito menos sequer se preocupam ou pedem desculpa para amenizar os danos provocados, e se isso é ser forte, é tão bom ser fraco…

Podemos chorar, gritar, esbracejar ou dizer asneiras, são desabafos da alma que não devemos ignorar por parecermos fracos, pelo contrário, quando o fazemos só demonstramos o quão “fortes” somos ao enfrentarmos tudo o que nos deita abaixo, mostrando a nossa individualidade, humanidade e moralidade, e como sentimos.

Os fortes… Ah! Esses… Subjugam, criticam, espezinham com a sua prepotência e pseudo-superioridade, são abjetos de moral, não demonstram sentimentos e quando o fazem são líquidos e efêmeros no intuito de obter algo em seu proveito, ou de prejudicar alguém nunca conseguindo atingir a felicidade.

Porque um homem também chora, sejamos todos fortes e choremos, independentemente do gênero, credo ou convicções, simplesmente sejamos humanos… e choremos!

Choremos por tão fortes sermos…


Maria João


https://www.facebook.com/daMissKitty